O projeto que finalmente levou Maisa Silva para a Globo

O projeto que finalmente levou Maisa Silva para a Globo


Continua após publicidade

Apresentadora de sucesso e estrela da série adolescente De Volta aos 15, da Netflix, Maisa Silva — mais conhecida pelo primeiro nome — encerrou o vínculo com a rede SBT em 2020 e, desde então, tem sido alvo de rumores quanto a sua ida para a emissora concorrente Globo, tanto para projetos ao vivo, quanto para o quadro de atores da emissora. Agora, seu contrato com a líder de audiência foi enfim confirmado: ela será a vilã da próxima novela das 6, Garota do Momento, prevista para estrear no segundo semestre. Em suas redes sociais, a atriz anunciou a novidade com um vídeo em que recebe as boas vindas ao canal por mensagem de texto.

Em comunicado oficial, Maisa disse estar “até agora sem acreditar”: “Após um tempo longe da TV, voltar com uma novela na TV Globo e uma personagem diferente de tudo o que já fiz é muito especial e veio na hora certa”, afirmou.

A trama é comandada pela roteirista Alessandra Poggi e se passa na década de 1950, protagonizada por uma jovem em busca da mãe e de seus sonhos. Maisa interpretará a algoz que dificultará a jornada da heroína. A direção geral é de Jefferson De.

Continua após a publicidade

Antes de Maisa, Larissa Manoela já havia quebrado a barreira entre SBT e Globo na mesma faixa de horário, como mocinha da novela Além da Ilusão. Nos comentários da postagem no Instagram, a colega a parabenizou: “Já sabia, vai brilhar e vai ser lindo. Parabéns, amiga!”, escreveu.

Recentemente, Eliana também foi alvo de rumores que apontam sua saída da emissora de Silvio Santos para firmar contrato com a família Marinho. Ela, porém, ainda não tem projeto confirmado na nova casa.

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Continua após a publicidade

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial





Fonte: Veja/Abril

Novelas