4 dicas para usar itens afetivos na decoração contemporânea

4 dicas para usar itens afetivos na decoração contemporânea


Arquiteto explica como é possível equilibrar o novo e o antigo

Trazer memórias afetivas para a decoração torna os espaços mais íntimos e convidativos Trazer memórias afetivas para a decoração torna os espaços mais íntimos e convidativos Imagem: Ground Picture | Shutterstock

Incorporar itens com memórias afetivas na decoração é uma forma de tornar os ambientes mais pessoais e acolhedores. Elementos que evocam lembranças especiais conferem identidade única e profundidade emocional aos espaços. Além disso, eles podem ajudar a reduzir o estresse e aumentar a sensação de conforto e pertencimento, contando histórias e oferecendo um vislumbre das experiências dos moradores.

Nesse cenário, a decoração contemporânea, em particular, enfrenta o desafio de equilibrar o novo e o antigo, o moderno e o tradicional. O arquiteto Renan Altera propõe uma abordagem que honra a memória afetiva sem se prender ao estilo vintage. Em seu projeto “Ecos do Passado”, apresentado na CASACOR São Paulo, o profissional demonstra como peças com valor sentimental podem coexistir com um design atual, criando um diálogo entre as gerações e valorizando a herança deixada por nossos antepassados.

A chave para essa integração é a seleção criteriosa de itens que possuem não apenas valor estético, mas também histórico. Renan Altera enfatiza a importância de não apenas preservar, mas também destacar esses objetos como parte integrante do design. Confira mais dicas do especialista!

1. Busque objetos com história

Artigos como porcelanas requintadas, obras de arte e livros antigos podem ser dispostos de maneira a contar uma história visual cativante. Espelhos, fotos e luminárias também são bem-vindas. 

2. Aposte no funcional com estilo

Uma cadeira de ferro pode ser revitalizada e tornar-se útil ao lavabo. Recrie um cabideiro em uma original mesa lateral ou mesa de apoio. 

Uma cristaleira de vidro com porcelanas dá um ar de colonial e moderno ao ambiente Imagem: André Mortatti | Mortatti Studio

3. Desenvolva estratégias para maximizar espaços

Utilizar caixotes de madeira e cristaleiras de vidro para expor porcelanas é uma maneira eficaz de organizar o ambiente, trazendo um aspecto colonial, mas com ar de modernidade.

4. Equilibre sem exagerar

Reaproveite molduras de quadros fora de uso para realçar obras de arte contemporâneas ou como um elemento visual de destaque em sua estante. Uma mala vintage pode conferir um toque único ao ambiente. 

Por Bruna Rodrigues





Fonte: Jovem Pan

Decoração