5 animações emocionantes da Pixar para assistir

5 animações emocionantes da Pixar para assistir


A Pixar se destaca com filmes que vão além do entretenimento, oferecendo histórias que inspiram e emocionam A Pixar se destaca com filmes que vão além do entretenimento, oferecendo histórias que inspiram e emocionam Imagem: Reprodução digital | Pixar

Os filmes de animação da Pixar são inicialmente direcionados às crianças, mas suas narrativas envolventes e personagens cativantes têm a habilidade de tocar o coração do público e oferecer lições de vida para todas as idades. Obras como “WALL-E”, “Up: Altas Aventuras”, “Divertida Mente” e “Viva: A Vida é uma Festa” abordam temas profundos como amizade, família, crescimento pessoal e as complexidades das emoções humanas. O estúdio continua a se destacar com longas que vão além do entretenimento, oferecendo histórias que inspiram e emocionam. 

Por isso, veja abaixo 5 obras emocionantes da Pixar! 

1. WALL-E (2008)

Em “WALL-E”, acompanhamos a jornada de dois robôs que buscam reconstruir a Terra Imagem: Reprodução digital | Pixar

O filme de animação científica, vencedor do Oscar de Melhor Animação, narra a história de um robô de compactação de lixo chamado WALL-E que vive em um futuro em que a Terra se tornou inabitável devido ao acúmulo de lixo. Os humanos residem na nave Axiom, enquanto ele é o último de sua linha de robôs ainda em funcionamento.

Solitário, ele passa seus dias coletando lixo e colecionando objetos interessantes que encontra. Sua rotina muda drasticamente ao encontrar Eva, uma robô avançada enviada pela Axiom para procurar sinais de vida vegetal na Terra. Encantado por ela, WALL-E a segue até a nave Axiom. Juntos, eles enfrentam desafios para convencer os humanos de que é necessário retornar à Terra e começar sua reconstrução. O filme aborda temas como preservação ambiental, a importância das conexões humanas e os perigos do consumismo e da dependência da tecnologia.

2. Up: Altas Aventuras (2009)

Em “Up: Altas Aventuras”, Carl precisa aprender a viver depois da morte da esposa e realizar antigos sonhos Imagem: Reprodução digital | Pixar

O filme, vencedor de dois Oscars, começa com um prólogo emocionante que narra a vida de Carl Fredricksen e sua esposa Ellie, desde a infância até a velhice. Inspirados por seu ídolo, o explorador Charles Muntz, eles sonham em viajar pela América do Sul. No entanto, Ellie falece, deixando o companheiro solitário e apegado ao lar onde viveram juntos.

Um empresário deseja comprar a casa para transformá-la em um prédio. Após um incidente, Carl toma uma decisão drástica para salvá-la, enchendo-a de balões com o intuito de voar até as Cataratas do Paraíso e realizar o sonho que ele e Ellie compartilhavam. Durante a viagem, ele descobre que Russell, um jovem escoteiro do bairro, se infiltrou na casa e está viajando com ele. Com o garoto, Carl aprende a valorizar novas amizades e percebe que a verdadeira aventura está nas relações que construímos e nas experiências que compartilhamos com os outros.

3. Viva: A Vida é uma Festa (2017)

Em “Viva: A Vida é uma Festa”, Miguel passa por diversos desafios para seguir o sonho de ser um músico de sucesso Imagem: Reprodução digital | Pixar

Miguel Rivera é um menino de 12 anos que vive em uma pequena cidade do México com sua família e sonha em se tornar um músico de sucesso como seu ídolo, Ernesto de la Cruz. No entanto, devido a eventos passados, a música é considerada uma maldição em sua família. No Dia dos Mortos, o garoto rouba a guitarra de Ernesto de seu túmulo e é transportado para o Mundo dos Mortos. Lá, ele encontra seus ancestrais falecidos e faz amizade com Héctor, que deseja visitar o mundo dos vivos para ver sua filha.

Para voltar ao mundo dos vivos, Miguel precisa de uma bênção, negada por sua tataravó Imelda, a menos que ele desista da música. Determinados, o garoto e Héctor enfrentam grandes aventuras. Ao longo da jornada, o menino aprende sobre a importância da família, a memória e a verdadeira essência do legado. O filme ganhou dois Oscars em 2018, incluindo Melhor Filme de Animação e Melhor Canção Original por “Remember Me”.

4. Divertida Mente (2015)

Em “Divertida Mente”, acompanhamos as emoções de Riley em meio às mudanças em sua vida Imagem: Reprodução digital | Pixar

O filme “Divertida Mente” foi um sucesso de bilheteria e venceu o Oscar de Melhor Animação. Ele encantou o público ao explorar a mente de Riley, uma garota de 11 anos, por meio de personagens que personificam suas emoções, como alegria, tristeza, medo, raiva e nojo. 

Durante a narrativa, que segue Riley em meio às mudanças de sua vida ao se mudar para uma nova cidade, o filme explora questões complexas como crescimento e o manejo das emoções. A personagem Alegria lidera o centro de controle, empenhada em garantir a felicidade da garota.

No entanto, ao longo da trama, ela aprende com a Tristeza que a vida não consiste apenas em momentos felizes. Vencedor de Oscar de Melhor Animação, o filme foi amplamente aclamado pela crítica e pelo público por sua abordagem inovadora e sensível à psicologia e ao desenvolvimento emocional.

5. Soul (2020)

No filme “Soul”, acompanhamos Joe reaprender a viver e habitar seu corpo Imagem: Reprodução digital | Pixar

O filme, vencedor de dois Oscars, segue Joe Gardner, um professor de música do ensino fundamental em Nova York que sonha em se tornar um músico de jazz profissional. Ele recebe uma oportunidade para tocar em uma banda de jazz com a renomada Dorothea Williams, mas, um dia antes do grande show, sofre um acidente que separa sua alma de seu corpo.

No “Grande Antes”, um lugar onde as almas se preparam para ir à Terra, Joe conhece 22, uma alma que não quer de jeito nenhum descer e evita se graduar para começar sua vida humana. Então, o músico se torna o mentor dela, acreditando que, ao ajudá-la a encontrar sua centelha, conseguirá seu próprio passe de volta ao corpo. Durante o processo, Joe percebe que viver não se trata apenas de perseguir grandes sonhos, mas também de apreciar as pequenas alegrias e as conexões com os outros. 





Fonte: Jovem Pan

Cultura e Lazer